quarta-feira, junho 27, 2007

Relatividade

Tudo na vida é relativo.
Podemos ter mil e um motivos para estarmos felizes, mas basta apenas um problema, um senão, para essa felicidade ficar camuflada e ficar esquecida.
Há problemas que são realmente incontornáveis e a tristeza que nos invade é difícil de controlar.
Mas há outros que não sabemos relativizar e lhes damos demasiada importância. Fazemos deles um cavalo de batalha sem nos apercebermos o quanto mesquinhos conseguimos ser.
Há que aprender a valorizar ou desvalorizar situações e obstáculos.
Não precisar de sofrer verdadeiramente, sofrer uma dor nossa ou uma dor de quem amamos, para perceber que há coisas na vida mais importantes.
Que não devemos baixar os braços a qualquer contratempo.
Se não tivermos esse espírito de luta quando nos surgir um verdadeiro problema não vamos saber reagir.
Essa mesquinhez, que parece ser tão vulgar hoje em dia, cansa-me.
Cansa-me ainda mais quando tenho a cabeça ocupada com problemas que não sendo meus, sinto-os como se fossem.
E no meio do meu cansaço, tenho pena...
Pena de quem luta por coisas tão pequenas e por vezes tão ridículas quando há outros que têm de lutar por coisas muito maiores.
Tudo na vida é mesmo muito relativo.

10 Comentários:

At 27/6/07 20:55, Blogger Sara MM disse...

muito relativo... e é fácil esquecer o caminho certo!!!

sorte a nossa que não esquecemos, né?!

mas temos direito a pestanejar.. desde que seja rápido!! :oD


Beijinhos gds!!!
e cuspices da Clara!.o)

 
At 27/6/07 23:10, Blogger Xuinha Foguetão disse...

Sarocas,

todos temos direito a pestanejar sim...
Nem estou a pôr isso em causa.
Quem sou eu!

Beijocas grandes

 
At 28/6/07 09:20, Blogger Margarida Atheling disse...

É verdade Xu!
Há pessoas que fazem de coisas absurdas causas de uma vida.
Enfim... é mesmo tudo relativo, e o que importa é nós continuarmos a saber distinguir o essencial do acessório.

Bjs!

 
At 28/6/07 09:55, Blogger Ana Rangel disse...

Se é... :(

(estou aqui!)

 
At 28/6/07 12:34, Blogger AnaBond disse...

é mesmo tudo relativo.

temos é de saber como dar a importância devida a essa relatividade....

beijoca

 
At 28/6/07 14:36, Blogger Raquel Santos disse...

por x somos um pouco egoístas e esquecemo-nos que há sempre quem tenha problemas maiores q os nossos mas temos sempre tendência a dramatizar um pequeno problema, a mente humana é de facto complicada

bjs

 
At 28/6/07 17:29, Anonymous Ana disse...

Tens toda a razão, tudo é relativo.
também eu por motivos que não interessam tive que arranjar uma solução alternativa para conseguir continuar a viver uma vida com alguma dignidade depois de alguns desaires

 
At 28/6/07 22:20, Blogger nelsonmateus disse...

nã sei pork razão, mas é sempre mais fácil relembrar os máus momentos em detrimento dos bons.

talvez seja por isso k, desenvolvi este habito meu, d guardar tudo, desde fotos, multas, bilhetes d concertos, sanhas (das queimas) para levantar cerveja, roupa k já nã m serve, etc, etc, e de expor na minha galeria pessoal, apenas o k d melhor e/ou d mais especial m aconteceu.

por falar nisso, acho k chegou a altura d actualiza-la e ,kem sabe, talvez expandi-la nas outras divisões d casa. :)

bjos xuxu

 
At 29/6/07 17:02, Blogger Clara disse...

Disseste tudo!

Ando há meses a convidar-te pra ler o meu blog através do teu hotmail, se tiveres outro mail pra te poder enviar o convite (assumindo que já não uses aquele), estás à vontade!

Bjs e pra cima com o astral!

 
At 29/6/07 17:10, Blogger Xuinha Foguetão disse...

Clara,

olá! Reparei que ficou privado...

Não pode ser gmail?

Aquele já não uso.

diariodaroanita@gmail.com

Se tiver de ser hotmail, manda um mail para o do gmail e eu respondo e dou-te outro mail.

Beijos

 

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer